Para fazer bonito, presidenciáveis fazem de implante capilar a cirurgia plástica


Em tempos de campanha presidencial, os candidatos se esmeram para parecer mais jovens e bonitos. A sedução exigida em uma campanha não se restringe aos discursos e promessas. É necessário investimento na aparência. Na busca pelos votos, vale cirurgia plástica, injeções de botox, preenchimentos faciais, tintura no cabelo, implante de fios, correção e clareamento dos dentes.

As artimanhas estéticas são assumidas pelos candidatos em alguns momentos, mas na maioria das ocasiões, a ordem é negar até o fim. Por isso mesmo, alguns profissionais que cuidam da beleza dos presidenciáveis foram contratados não só pela competência, mas também pela discrição. Dependendo do segredo revelado, a reação é de pânico.

O tucano Aécio alega que a cirurgia que fez nos dentes de reconstituição da gengiva tinha motivação clínica, não estética. No caso da presidente Dilma Rousseff, a corrida pela beleza resultou numa transformação completa desde que era ministra de Minas e Energia do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

 Antes mesmo de se lançar na campanha, em 2009, Dilma optou pela intervenção mais clássica da cirurgia plástica: o lifting. O procedimento, que costuma durar entre uma hora e meia e duas horas, mexe principalmente em todo contorno do rosto, levantando a musculatura e dando um ar mais descansado e jovem ao rosto.

A cirurgia de Dilma ocorreu há cinco anos e foi a única feita pela presidente até hoje. Desde então, ela tem optado pela aplicação eventual de botox em alguns sulcos de expressão e pelo uso de tratamentos de maior qualidade que complementam o procedimento.

A cirurgia foi realizada por Renato Vieira, de Porto Alegre. O cirurgião avalia que não há necessidade de uma nova intervenção. “Qualquer novo procedimento ficaria muito artificial. Recomendo a ela só uma boa dermatologista e tenho visto que ela está em muito boas mãos”, disse o médico que, mesmo à distância, acompanha a evolução na aparência da presidente.

“Percebo que ela, de vez em quando, usa botox ou outro tipo de preenchimento, mas de forma bem sutil”, comenta. Se acordo com Vieira, esse foi o melhor caminho para melhorar a aparência de Dilma. “Como o efeito botox dura cerca de 3 a quatro meses, o ideal é fazer duas ou três vezes por ano”, avalia.

Fonte: Portal Último Segundo Ig




entre em contato

Estamos no prédio do Hospital Life Center.

Av. do Contorno, 4747 - Sala 1305 - Serra
Belo Horizonte - MG - CEP: 30110-921
telefone: 31 3653-9910 - telegram: 31 99910-5524

Localização Life Center

na rede

ligue e marque sua consulta

telefone:
31 3653-9910
telegram:
31 99910-5524


Edeal Comunicação Digital